Mapa de Temas

<h1>Construção e manutenção de rotina

Construção e manutenção de rotina

Por que abordar<br>esse tema? (+)

A vida muitas vezes é dura e pouco se pode fazer para influenciar o resultado do dia, por isso gostamos da sensação de organização principalmente durante uma quarentena em casa.

O simples ato de arrumar a cama pode nos dar o estímulo de que precisamos para começar o dia e a satisfação de terminá-lo bem, com  ao menos  uma tarefa completada.

Competências da BNCC envolvidas:

4. Repertório Cultural

8. Autoconhecimento e auto cuidado

Por onde<br>começar? (+)

Você pode começar comentando um pouco sobre a antiga rotina escolar: Quais eram os horários que vocês se encontravam? O que o estudante tem feito agora nesse mesmo horário?

Pergunte também sobre as tarefas domésticas, como arrumar a casa, lavar as panelas, cozinhar. Esse pode ser um momento bom para o aluno valorizar essas tarefas.

Sempre que possível, relacione com a sua própria rotina e como você tem se beneficiado dela. E dê dicas de como o estudante pode começar sua própria também (organizar num caderninho, fazer lista com horários, e assim por diante).

Temas que você pode relacionar (+)

– O que você gosta de fazer e como isso está na sua rotina? (leituras, música, jogos, desenhar…)

– Você tem algum horário fixo para se alongar? Demora só 2 minutinhos, que tal começar seu dia assim?

– Dos problemas que você vive hoje, qual você gostaria de resolver primeiro?

– O que você tem feito no horário que seria o intervalo na escola?

– Em qual horário você fica junto de toda a sua família?

<h1>Cuidado com o corpo e atividades físicas

Cuidado com o corpo e atividades físicas

Por que abordar<br>esse tema? (+)

A OMS define saúde não apenas como a ausência de afecções e enfermidades, mas sim “um estado de completo bem-estar físico, mental e social”. Nesse sentido, é relevante também trazer para a conversa o cuidado com o corpo e atividades físicas, ainda mais no momento de isolamento social, onde a tendência é estar mais sedentário.

Competências da BNCC envolvidas:

2. Pensamento científico, crítico e criativo

8. Autoconhecimento e auto cuidado

9. Empatia e Cooperação

Por onde<br>começar? (+)

Você pode começar contando um pouco de como foi sua mudança: antes era o dia dando aulas em pé, usando o quadro e caminhando pela sala; agora é o dia em casa sentado. Como seu corpo sentiu a mudança? Para o estudante, qual foi a mudança? Como foi isso?

Pergunte sobre os esportes e atividades que seu aluno gosta de participar: O que ele tem praticado dentro de casa? Já conseguiu voltar a praticar fora?

O estudante está se alongando, caminhado ou fazendo algum tipo de exercício?

Temas que você pode relacionar (+)

– Qual é a primeira atividade física que você pretende praticar quando terminar o isolamento?

– Com qual amigo você mais gosta de jogar bola? (Adapte para a realidade do aluno, mudando o esporte por exemplo) 

– Qual era o dia e horário da sua aula de educação física? Que tal fazer exercício nesse mesmo horário a cada 2 dias?

– Seus familiares praticam algum esporte ou atividade física?

– Você viu que tem como ver treinos online, no YouTube? De dança, musculação, yoga, entre outros. Por que não praticar com a família?

<h1>Projeto de vida e protagonismo

Projeto de vida e protagonismo

Por que abordar<br>esse tema? (+)

Projeto de Vida e Protagonismo parece complexo em um primeiro momento, mas a ideia aqui é oportunizar ao estudante que ele fale sobre seus sonhos e perspectivas, além de guiá-lo nessa conversa, mostrando como depende dele trilhar um caminho para realizá-lo. Se apoiar na escola e na educação é um meio muito importante de cultivar perspectivas nessa conversa, assim como desenvolver a autonomia e a liderança. Por isso, tratando desse tema você está impulsionando os alunos a melhorar habilidades importantes.

Competências da BNCC envolvidas:

2. Pensamento científico, crítico e criativo

5. Comunicação

6. Trabalho e projeto de vida

Por onde<br>começar? (+)

Você pode começar falando sobre suas perspectivas enquanto profissional e também sobre sua trajetória. É importante destacar que não existe um protocolo a seguir para se ter sucesso. Pergunte quem são as pessoas que o inspiram. Com certeza essa reflexão mostrará muito sobre as perspectivas futuras dos nossos estudantes!

Pergunte quem são as pessoas que o inspiram. Com certeza essa reflexão mostrará muito sobre as perspectivas futuras dos nossos alunos!

Temas que você pode relacionar (+)

– O que você mais gosta de fazer quando já terminou as atividades da escola?

– Como as crianças/jovens podem contribuir com a sociedade?

– Qual é o jogo mais difícil que você mais gosta de jogar? Você conhece algum profissional que faz algo parecido com isso?

– Que profissão você acha mais legal? Por quê?

– O que você mais gosta do mundo em que vive? Por quê?

<h1>Relações interpessoais</h1>

Relações interpessoais

Por que abordar<br>esse tema? (+)

A vida social é fundamental para que cada um possa trocar experiências, sentir, conhecer, compartilhar o mundo e se divertir. Gente precisa de gente e conversar nos ajuda a entender o que vivemos. Família é um desses espaços de interação social, bem como a escola. Sabemos que o ano de 2020 modificou e intensificou essas relações. Por isso falar sobre isso se faz tão importante. Além disso, nesse diálogo há intencionalidade, respaldado pelas competências da BNCC.

Competências da BNCC envolvidas:

4. Repertório cultural

5. Comunicação

7. Argumentação

9. Empatia e Cooperação

10. Responsabilidade e Cidadania

Por onde<br>começar? (+)

Reflita sobre como o a pandemia e o distanciamentos social modificou e intensificou suas relações. Apresente essa pauta para o estudante e mostre que essas mudanças aconteceram na vida de todos e todas.

Pergunte com quem o aluno tem passado o tempo em casa, se tem algum amigo ou professor que ele sente falta e como ele tem feito para lidar com isso. Importante destacar a importância da escola nessa questão, o contato social, que nesse momento acontece por grupos do WhatsApp e aulas online, mas que em breve estaremos todos juntos.

Temas que você pode relacionar (+)

– Qual era o horário que você encontrava seus amigos na escola? E fora da escola?

– O que você gosta de fazer com seus amigos quando não estão estudando?

– Quem é a primeira pessoa que você quer encontrar quando terminar o isolamento? O que você vai fazer para encontrá-la?

– Você conseguiu conversar com amigos por vídeo-chamada e participar das aulas online? Como foi?

<h1>Passatempo</h1>

Passatempo

Por que abordar<br>esse tema? (+)

Atividades de passatempo são consideradas entretenimento e podem ser grandes aliadas no processo criativo, estimulando o cérebro e sendo uma ferramenta para amenizar o estresse cotidiano. Ter uma atividade desse estilo é essencial para a felicidade, além de trabalhar habilidades intelectuais e emocionais

Competências da BNCC envolvidas:

1. Conhecimento

2. Pensamento científico, crítico e criativo

9. Empatia e Cooperação

Por onde<br>começar? (+)

Você pode começar falando um pouco sobre quais são as suas atividades de passatempo e ajudando o aluno a identificar quais são as atividades de passatempo favoritas dele. Elas podem ser atitudes ou atividades que te proporcionam bons sentimentos e te permite se reinventar. Assistir filmes e séries, jogos virtuais, cozinhar e artesanato são exemplo de atividades que estão atreladas também ao conhecimento.

Sempre que possível, insira como você tem se beneficiado das suas atividades de passatempo, assim o estudante poderá sentir que este é realmente um momento de troca, seguro, sem julgamentos e de construção.

Temas que você pode relacionar (+)

– O que você gosta de fazer quando não tem mais obrigações? Ou quando quer descansar/se divertir?

– Gosta de filmes e séries? Qual sua preferida?

– Qual atividade do seu dia a dia você mais gosta de fazer?

– Quais coisas você sabe fazer e pode ensinar aos outros?

– Qual atividade você tem vontade de aprender?

<h1>Conscientização

Conscientização

Por que abordar<br>esse tema? (+)

A atual pandemia, causada pelo novo coronavírus (COVID-19), voltou a colocar no centro das atenções o debate sobre os riscos das notícias falsas, as famosas “fake news”. Debater estratégias de como podemos combater a desinformação em tempos pandêmicos é essencial para sabermos como nos cuidarmos e sairmos mais fortes dessa crise.

Competências da BNCC envolvidas:

1. Conhecimento

2. Pensamento científico, crítico e criativo

4. Cultura Digital

5. Comunicação

7. Argumentação

10. Responsabilidade e Cidadania

Por onde<br>começar? (+)

Você pode começar falando um pouco sobre como normalmente se mantém informado, entendendo como o aluno consome informações e quais as fontes ele usa normalmente.

Pode ser interessante até citar algumas fontes e meios de comunicação específicos que você consome (sites, blogs, jornais, revistas, canais da televisão ou YouTube…) e relacioná-los com os que o estudante utiliza.

Entender como o aluno consome informações e quais as fontes ele usa é uma boa estratégia para começar o papo. Questionar se ele possui o hábito de checar a veracidade das informações antes de repassá-las pode render muitas reflexões.

Falar da existência de plataformas verificadoras de conteúdos duvidosos pode também ser pertinente (Agência Pública; Fato ou Fake; Agência Lupa; Fake Check da USP e UFSCar; E-Farsas).

Temas que você pode relacionar (+)

– Por onde você anda se informando sobre a atual pandemia?

– Você costuma repassar notícias pela internet? Se sim, verifica se é verdade ou não antes de enviar?

– Como normalmente você confere se uma notícia é verdade ou “fake”?

– Você sabe como podemos agir para combater a atual pandemia dentro de casa?